DOC Content

SOCESP

O congresso anual da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) foi realizado entre os dias 4 e 6 de junho, na capital paulista. Além da programação científica, a 36ª edição do evento, que teve um público aproximado de 6.500 pessoas, contou com atividades diversificadas, uma feira de exposição da indústria, o Intercardio – competição acadêmica entre estudantes da graduação em Medicina – e um novo recorde.

Uma das atividades foi o Passaporte da Saúde, que visava à integração entre os cardiologistas e diversos departamentos da Socesp: Educação Física, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Serviço Social. A intenção era estreitar a relação entre os profissionais de áreas diversas. “As atividades dos departamentos foram realizadas no mesmo espaço físico do Congresso, fortalecendo a relação de médicos com outros profissionais da saúde”, comenta o presidente do evento, Claudio Pinho.

Médicos que participaram do evento interdisciplinar receberam um “passaporte”, que era carimbado toda vez que o profissional buscava os conhecimentos oferecidos pelos diferentes departamentos. Aqueles que obtiveram todos os carimbos receberam prêmios especiais da sociedade.

No último dia do congresso, foi realizado o Intercardio, competição entre estudantes de Medicina que tem como objetivo a difusão de conhecimentos, práticas e técnicas no atendimento de emergências cardiovasculares. O primeiro colocado recebeu, como prêmios, um troféu, uma viagem para o Nordeste e um curso on-line sobre emergências.

Uma das palestras mais concorridas do evento foi a proferida pelo norte-americano Peter Libby, especialista em Medicina Cardiovascular e professor da Harvard Medical School. Fluente na Língua Portuguesa, ele tem atuado para que jovens médicos brasileiros tenham seus estudos financiados na prestigiosa universidade norte-americana. Além de Libby, o evento contou com a participação de outros importantes profissionais dos Estados Unidos, África do Sul, Argentina, Itália e Reino Unido.

O 36º Congresso da Socesp também serviu para estabelecer um novo recorde nacional. Com a participação de 2.204 crianças, foi realizado o maior mutirão de treinamento em ressuscitação cardiopulmonar (RCP) do país. A iniciativa teve apoio da Secretaria de Educação e do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Alunos da rede pública de ensino, com idade a partir de 11 anos, foram levados ao local do congresso, onde sessões de treinamento foram realizadas entre as 9h e 18h.

A façanha só foi possível graças à criação de um cardiologista associado da Socesp, Agnaldo Pispico: um boneco de treinamento feito à base de materiais seu uso em grande escala. Tudo foi acompanhando por um representante do RankBrasil, que oficializou a conquista com a entrega de um troféu.

< VOLTAR
LOJA VIRTUAL