DOC Content

Honorários pagos têm defasagem de até 1.300% em quatro anos

Entre 2008 e 2014, a perda acumulada nos honorários médicos em alguns procedimentos foi de aproximadamente 1.300%. A perspectiva de defasagem foi contabilizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), levando em consideração os valores médios que os procedimentos listados na Tabela SUS deveriam alcançar quando comparados aos valores referenciados pela Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) ou se tivessem sido corrigidos por índices inflacionários, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o salário mínimo.

< VOLTAR
LOJA VIRTUAL